Auxílios do Governo

Auxílio Emergencial: Consulte quantas parcelas de R$ 300 você vai receber

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro concedido pelo Governo Federal destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19.

Inicialmente o auxílio foi liberado em três parcelas de R$ 600 podendo variar até R$ 1.200 no caso de mães chefes de família. Entretanto em decorrência da pandemia o benefício acabou tendo uma prorrogação em mais duas parcelas com os mesmos valores.

Entretanto chegamos ao segundo semestre do ano e a pandemia continuou trazendo incertezas e afetando à vida dos brasileiros, logo, o governo precisou prorrogar mais uma vez o benefício, entretanto o valor de R$ 600 já não se sustentava tendo em vista que cada parcela paga representa um impacto de R$ 50 bilhões aos cofres públicos.

Com isso no dia 1º de setembro, o presidente, Jair Bolsonaro, anunciou mais uma prorrogação de quatro meses com parcelas de R$300 representando o ciclo de calamidade pública que se encerra no dia 31 de dezembro.

O problema é que essa nova prorrogação até o fim do período de calamidade pública significa que nem todos os beneficiários vão receber as quatro parcelas adicionais.

Acontece que como o benefício só pode ser pago até dezembro, muitos beneficiários que estão recebendo as primeiras parcelas agora, não conseguiram receber todas as parcelas adicionais.

auxilio emergencial
Aplicativo Auxílio Emergencial

Entenda a situação e consulte quantas parcelas você vai receber

Os beneficiários que receberam o auxílio logo no começo em abril, estarão aptos para receber as quatro parcelas extras de R$ 300, já os aprovados em julho vão receber apenas uma parcela.

Entenda quantas parcelas você vai receber:

  • Os beneficiários aprovados em abril para receber a primeira parcela de R$ 600, receberão quatro parcelas de R$ 300, isso porque começam a receber a primeira parcela de R$ 300 ainda em setembro, tendo direito a parcela de setembro, outubro, novembro e dezembro.
  • Os beneficiários aprovados em maio para receber a primeira parcela de R$ 600, receberão três parcelas de R$ 300, isso porque começam a receber a primeira parcela de R$ 300 em outubro, tendo direito a parcela de outubro, novembro e dezembro.
  • Os beneficiários aprovados em junho para receber a primeira parcela de R$ 600, receberão duas parcelas de R$ 300, isso porque começam a receber a primeira parcela de R$ 300 em novembro, tendo direito a parcela de novembro e dezembro.
  • Os beneficiários aprovados em julho para receber a primeira parcela de R$ 600, receberão apenas uma parcela de R$ 300, isso porque começam a receber a primeira parcela de R$ 300 em dezembro, tendo direito somente a parcela de dezembro.